A origem do bom e velho palavrão

Taradinhos e taradinhas,

Na hora do prazer somos capazes de dizer loucuras. E recorremos constantemente a palavras, do vocabulário popular, consideradas chulas.
O bom e velho palavrão!

Mas você sabe qual é a origem de cada uma dessas palavras?
É bem interessante dar uma olhada na etimologia  (estudo da história e origem das palavras e seus significados) de algumas palavras e descobrir que elas muitas vezes tem haver com palavras completamente diferentes daquele significado que empregamos. E muitas vezes a origem delas é tão óbvia que quando nos damos conta fica aquele sentimento de: “Aaah… Como não reparei isso antes?”

Pois bem, há um tempo atrás eu separei uma pequena lista de palavrões que usamos constantemente durante momentos de prazer ou pra nos referir a eles.

Segue então uma lista com alguns palavrões e suas origens e significados.

Boceta;
Era uma caixinha de madeira onde as mulheres gregas e romanas guardavam suas jóias. Poemas do século XVIII já a usavam como metáfora para a genitália feminina – onde a mulher guarda seus tesouros.

Caralho;
É o nome da cestinha que fica no alto do maior mastro de uma caravela. Logo, os marujos portugueses mais engraçados começaram a dizer: “O meu é tão grande quanto um caralho” e temos um palavrão.

Cu;
É o nome do buraquinho no fundo da agulha por onde se introduz a linha. E não, não tem acento.

Puta;
Para esta, há mais de uma versão. 1) Nada além do latim “putta”, que significa “menina”. 2) Veio de “puate” – mulheres que cuidavam das termas gregas (tipo uma sauna) e que, eventualmente, se relacionavam com os clientes. 3) Derivou do nome da deusa grega Poda, a quem as sacerdotizas homenageavam realizando divertidos bacanais.

Porra;
Do latim “porrum”, que designa uma haste com ponta protuberante. É a mesma origem que “porrete” ou mesmo “alho-poró”. Logo foi associada à imagem do pênis e, posteriormente, à do sêmem. Também por esta associação da imagem surgiram os termos “cacete”, “pau” e “pica” (que era uma lança medieval).

Piroca;
Em português arcaico, significa “careca”. O paralelo com o pênis não tardou.

Foder;
Verbo latino que designa relação sexual.

Fodido;
Aqui entram também as expressões “Vá tomar no cu”, “Vá se foder”. Curiosidade: os termos “coitado” e “tadinho” também significam que a pessoa sofreu coito.

Alguns surpreendem, não?
E a partir de hoje nada de chamar seus amiguinhos de ‘coitado’ ou ‘tadinho’ porque você já sabe, está falando que ele acabou ser ‘fodido’

Beijinhos

vi no Muito Interessante

Powered by WPeMatico