Sexo pode deixar 7 anos mais jovem

Sexo rejuvenesce de cinco a sete anos.Palavra do psicólogo David Week, do Hospital Royal Edinburgh. Por dez anos ele perguntou aos seus pacientes de todas as idades sobre a vida sexual. Quem parecia mais jovem, geralmente, fazia até 50% mais sexo do que os outros – entre o pessoal de 40 a 50 anos, os mais ‘jovens’ transavam, em média, 3 vezes por semana.

sexo-anal-revista-nova

É que o sexo desencadeia uma porção de coisas boas no corpo: libera endorfina, substância química que te dá sensação de prazer, e ainda age como um remédio natural contra a dor, diminuindo a ansiedade e facilitando o sono; melhora a circulação sanguínea; pode aumentar a produção de hormônio do crescimento, o que aumenta a elasticidade da pele. “A qualidade do sexo nos adultos mais velhos é um sinal de boa saúde e bem-estar. Além disso, um estudo de 1997 mostrou que o risco de mortalidade diminui 50% nos grupos de homens com alta frequência de orgasmos (no mínimo duas vezes por semana) do que o outro grupo”, explica Week.

Fonte: Super Interessante

Desvirginando um cú no menàge

Olá, meu nome é Marcos e o da minha esposa é Regiane. Somos um casal normal, transamos umas três vezes por semana. Certo dia estávamos combinando uma viagem para o litoral de Ubatuba. Como não temos filhos, resolvemos convidar um casal de amigos nossos, mas infelizmente, ou felizmente, somente a esposa do André, Valéria pode ir com a gente. Ele só iria no final de semana. Valéria e uma mulher muito recatada, mas tem um corpo muito bonito. Minha esposa também tem um corpinho muito bonito para sua idade, 38 anos.
Meu apartamento só tem um quarto, mas é muito grande. Tem duas camas de casal e duas de solteiro. Não tivemos opção a não ser dormir os três no mesmo quarto. Sou louco por sexo e naquela noite senti uma vontade enorme de dar uma trepadinha, mas minha esposa me alertou que a Valéria estaria no quarto junto. Eu disse para fazermos bem baixinho, então ela aceitou.
Esperamos ela dormir e demos uma rapidinha. Mas ao olhar para o lado, percebi que ela estava acordada. Não falei nada para minha esposa. Gozei gostoso só de imaginar outra pessoa nos olhando. No dia seguinte fomos para a praia. Para minha surpresa a Valéria estava com biquini bem sexy, principalmente para ela, que é recatada. Minha esposa, como de costume, com seu biquini atolado no seu rabo gostoso, percebi que muitas vezes era observada pela Valéria com um olhar meio estranho, de apreciação. Voltamos para o apartamento por volta das 18h, pois estávamos na praia há bastante tempo. Chegamos e fomos dormir um pouco para irmos a uma balada mais tarde.
Curtimos a noite toda na balada. Então percebi que a Valéria estava de olho na minha esposa. Percebia que as duas dançavam com os corpos se esfregando. Certo momento minha esposa veio até mim e disse que a Valéria bebeu de mais e que tinha tentado passar a mão em sua boceta. “Deve estar mesmo”, imaginei.
Fomos embora para casa. Ao chegar, Valéria ligou o som e começou a dançar como uma louca. Minha esposa entrou no embalo. Eu fiquei sentado no sofá, só olhando as duas agarradas dançando como se não tivesse ninguém ali. Meu pau começou a ficar duro só de imaginar as duas peladinhas na minha frente. De repente, Valéria puxou minha esposa pelo pescoço e deu-lhe um beijo de língua. Regiane olhou para mim assustada, mas só dei uma piscada dando-lhe permissão para que continuasse. As duas esqueceram de mim ali. Não acreditava no que estava vendo. Valéria começou a tirar a roupa. Que boceta linda! Toda raspada. Regiane acompanhando despiu-se também. Para minha agradável surpresa, Valéria pediu para que Regiane me chamasse para a brincadeira. Minha esposa olhou bem para mim e disse: “vem meu amor”.
Não pensei duas vezes, começamos a dançar os três juntos. Tirei minha roupa num piscar de olhos e logo já estávamos pelados. Valéria deitou no tapete da sala e disse: “vocês me deixaram louca a noite passada, agora vão ter que apagar meu fogo”. Minha esposa, que nunca tinha beijado sequer uma mulher, caiu de boca na boceta da Valéria e começou a lambuzá-la. Enquanto isso, Valéria olhou pra mim pediu para mamar no meu pinguelo. Antes de ela terminar de falar, já tinha em sua boca meu delicioso cacete.
Ficamos ali os três por um bom tempo revezando, até Valéria me olhar e dizer que seu marido nunca comeu seu cu. Regiane ficou espantada e deu risada. Falou pra ela ficar de quatro então ela teria o maior prazer de sua vida. Então deu uma boa lambida naquele cuzinho virgem — lindo mesmo—, me puxou perto dela e ficou passando a minha chapeleta na portinha da Valéria. Ela dava gritos de prazer. Fui colocando aos poucos até entrar tudo. Ela rebolava e dizia que estava adorando. Gozei umas duas vezes sem tirar de dentro. Minha esposa só ficou olhando e se masturbando gostoso na minha frente.

 

créditos do conto Jardim do Prazer

Powered by WPeMatico

Como vovó já fazia: Trepando e fotografando no início do século passado

Temos sempre a impressão de que falamos e fazemos muito mais sexo do que nossas avós e bisavós. É até estranho pensar na boa velhinha mandando ver em uma rola.

Principalmente se lembrarmos de como a sociedade era na época, cheia de regras e etiquetas.

Mas como em toda sociedade, existem os safados e os nem tanto. E os safados, da época do guaraná de rolha, eram tão safados quanto os safados de hoje em dia.
Claro, não tinham a mesma informação — em tempos de internet, um fim de semana hoje, equivale a uma vida de informação naquela época.

Talvez, e só talvez, eles tivessem menos imaginação. Mas em termos de sacanagem são iguais.
Ah! Não acredita, né? Pois bem…

Um site juntou 45 imagens (beeem antigas) onde jovens da época estavam fazendo sexo, ou melhor, trepando!
Não sei dizer a época exata, mas parece algo entre o início e meio do século 20.

Quando digo trepando, quero dizer sacanagem mesmo, que tem gente por aí, hoje em dia, que nunca fez.
São fotos de lésbicas, menàge, fetiche… Enfim, tudo que conhecemos como sexo.











 

Aposto que no próximo almoço de domingo vocês vão olhar bem diferente pras vós e pros vôs.

E vocês aí, achando o máximo aquela posição nova que fizeram ontem.
É… Vovó já fazia!

 

pra conferir a galeria completa CLIQUE AQUI

Powered by WPeMatico

Tesão à flor da pele

Taradinhos e taradinhas,

Aqui não temos papas na língua, gostamos de sexo, falamos sobre e tentamos espalhar essa alegria pelo mundo.
E nessa de disseminar os prazeres por aí, hoje vou dar algumas ideias pra vocês praticarem.

Fazer sexo, todo mundo faz. Mas a maioria das pessoas não sai do tradicional e isso acaba tornando a transa repetitiva.
Bom, abaixo uma lista com 7 dicas de lugares inusitados e atitudes na cama. Tudo em prol da boa e velha arte do sexo.

  1. Em público;
            É manjado, todo mundo conhece e sabe como fazer, mas são pouquíssimos os casais que tem essa coragem. Se entregar ao prazer, sem se importar com quem possa estar vendo ou não, é um trabalho psicológico grande. Mas vale o esforço.
  2. Lugares turísticos;
    Eu sei, é complicado. Mas não precisa ser exatamente no ponto mais turístico que tem, faz pertinho, já ta valendo.
  3. Solte a voz;
           Não é o que vocês estão pensando. rsrs. Mas sim falar todas as sacanagens que te vem a cabeça na hora. Sem pudores, se entregar as vontades de falar à vontade e gemer da forma que quiser, sem se preocupar com periquito, papagaio e vizinho.
  4. No aperto do banheiro;
           Perfeito! O tesão está nas alturas, e vocês não tem pra onde ir. O barzinho tá cheio mas a concentração tá longe da mesa, só se pensa naquilo. O jeito é apelar para aquele banheiro apertadinho, seja do bar, da boate, do show… O tesão aqui são as chances (de quase 100%) das pessoas perceberem que o clima ali dentro tá quente demais! Aquele aperto gostoso onde tudo é muito rápido e intenso. Sair com aquele sorrisinho bobo que entrega pra qualquer um o que acabou de acontecer. Adoro!
  5. No comando;
    Combine com o(a) parceiro(a) de rolar essas atuações. Uma hora quem manda é um e depois o outro. O gostoso dessa brincadeira é deixar acontecer, e se entregar aos desejos do outro.
  6. Na praia;
           Tá, é um lugar público e sim, também pode ser famoso. Mas, minha gente, é a praia! Água salgada, maresia, areia… E nesse caso, quanto mais paradisíaca e deserta maior será o tesão. Pensar que tudo aquilo ali, lindo, está de tema só pra vocês, dá um baita tesão!
  7. Matinal;
           Dormir abraçadinho já é tudo de bom, acordar na sacanagem é melhor ainda. Se dormirem pelados então, o tesão vai nas alturas. E quando o assunto é acordar o outro, vale experimentar as mais variadas técnicas, desde uma chupada enquanto ele/ela dorme, até beijos no pescoço, nos seios, carinhos e tudo mais que possa demonstrar sua vontade naquela manhã. Eu adoro, e como geralmente acaba rapidinho, vale investir nas carícias e sacanagens antes do ato em si!

 

É isso, as dicas estão aí pra quem quiser praticar. E já sabem, se rolar comentem como foi… Vou adorar saber as suas aventuras!

Beijinhos

Powered by WPeMatico