Respublika KaZantip, um festival libertino

*Respublika KaZantip é um festival de música eletrônica que ocorre anualmente em Popovka na península da Crimeia, na porção ucraniana do Mar Negro.

Sua primeira edição ocorreu em 1991, quando a Ucrânia ainda fazia parte da URSS e era apenas um encontro de windsurfe. Após a inclusão da música eletrônica o festival cresceu e ganhou dimensões colossais. Teve edições em Shchelkino e Vesyoloe, curiosamente chegou a ocorrer dentro das instalações de uma usina nuclear desativada.

Durante a festa, a KaZantip (ou República Z) é uma nação independente fictícia com “leis” específicas. Para cruzar a fronteira é necessário um “ViZa” ou “viZto”, como é chamado o ingresso, o coordenador é chamado de PreZidente e os cidadãos são os ParadiZers ou “Z Peoples”. Comemora-se o “Ano-Novo” em 31 de julho. O público estimado durante a edição de 2008 é de cerca de 150.000 participantes.

Pode-se dividir a KaZantip por três terços de público: 1/3 de russos, 1/3 de estrangeiros (de maioria europeia) e o restante vem de várias partes da Ucrânia, principalmente da Crimeia, onde ocorre o festival.
Os anos na KaZantip começam no 31 de julho e terminam só no dia 22 de agosto. Hoje, com mais de 150 mil pessoas, é um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo.*

 

Depois dessa bela introdução — com um oferecimento de Wikipedia — vamos ao que interessa: Bundas e peitinhos balançando!
Os “homi” pira!

 

 

 

Powered by WPeMatico