Fazer Swing é mais gostoso

Fazer Swing é mais gostoso

 

Fazer Swing é mais gostoso
Fazer Swing é mais gostoso

Para quem não sabe, qualquer processo terapêutico no meu consultório começa com um telefonema – momento em que é feito o “pedido de ajuda”. Nessa altura, são recolhidas informações que permitam preparar a primeira consulta. Deste modo, nós, terapeutas, tentamos contextualizar as dificuldades da pessoa/do casal/da família em causa e perceber até que ponto podemos ser úteis. Por outro lado, este primeiro contacto com a natureza dos problemas permite-nos, caso seja necessário, efectuar mais algumas leituras.

Foi exactamente isso que aconteceu aquando do primeiro pedido de ajuda feito por um casal de “swingers”. Confesso que, na altura, nem eu nem o meu co-terapeuta estávamos muito familiarizados com as regras que envolviam esta prática.

As leituras entretanto efectuadas e a experiência clínica permitiram-me conhecer um pouco melhor o conceito.

Ao contrário do que muitas pessoas pensarão, este não é um fenómeno recente. Em Portugal existem casos cujo início remonta aos anos 70 (do século XX) e nos Estados Unidos as primeiras descrições sobre o tema terão surgido nos anos 50/60.

Os casais que aderem ao swing mantêm relações sexuais com outros casais (troca de parceiros) sem investirem em laços emocionais. Não praticam a monogamia do ponto de vista sexual, mas assumem-se como monogâmicos ao nível emocional.

Os estudos efectuados com casais swingers têm demonstrado que estas pessoas encontram neste “estilo de vida” uma forma honesta de explorarem as suas fantasias – experimentando novas “técnicas” com diferentes parceiros. Além disso, e provavelmente ao contrário do que seria de esperar, revelam que esta prática promove a atracção sexual entre os membros do casal e que os níveis de ciúmes são mais baixos do que nos casais em geral. Mais: para muitos, o swing funciona como um afrodisíaco. Ultrapassar as inibições culturais permite que cada um se sinta mais atraente perante o cônjuge.

Fazer Swing é mais gostoso
Fazer Swing é mais gostoso

No último post exploramos um pouco a questão de mais um homem na jogada. Se bem conduzido isso não é nada de outro mundo e pode ser extremamente prazeroso sem nenhum risco e nenhum sentimento de corno. E isso pode ser uma experiência libertadora para a mulher, transformando-a em uma devoradora sexual, que fará o que você quiser nas suas próximas transas.

Se você está aberto pelo menos a 5% de possibilidade de ter uma relação sexual diferente que envolva outro homem, essa taxa pode ter uma grande salto quando você considerar a possibilidade de fazer swing. Isso significa que você passa a considerar a ideia de eventualmente participar de um encontro de casais!

Como funciona isso exatamente? Bem, existem diversas formar de fazer swing e vai muito do perfil do casal, da cidade onde moram, dos objeitos, etc. Mas de forma geral podemos dizer que fazer swing se trata de uma relação sexual onde dois casais dividem o mesmo ambiente e trocam os parceiros durante a experiência. Isso significa que um homem pode ter relação com a mulher do outro e vice versa, as mulheres podem ter uma relação entre elas ou os 4 terem uma transa simultânea onde há penetração, lambidas, muitas mãos, etc.

Hoje o objetivo é mostrar que essa prática não é nada de outro mundo. O ponto principal é você conseguir realizar essa relação sem sentimentos de traição e culpa. Existem estratégias para conseguir isso. E “comer” outra mulher na frente da sua parceira pode ser uma das experiências mais excitantes que você já teve na sua vida.

Fazer Swing é mais gostoso
Fazer Swing é mais gostoso

Imagine você penetrando outra mulher enquanto ela está lambendo a vagina da sua parceira. Imagine ver sua parceira gritando de prazer por ter outra mulher a “chupando” toda. A ideia do ménage é essa e se corretamente apresentado a qualquer mulher ela topa. Só depende de executar corretamente a estratégia adequada para o perfil da sua parceira. Ao fazer swing, as coisas ficam um pouco mais apimentadas. Na cena acima, além dos 3 teria também um homem que poderia estar debaixo da sua parceira, penetrando enquanto ela é chupada ao mesmo tempo.

Nunca houve tantos casas para fazer swing no Brasil como hoje em dia. Especialmente nas maiores cidades, parece que a cada mês surge um novo local e muitos novos casais entram para esse mundo. E você, já pensou sobre experimentar fazer swing ou quer começar primeiro só com o ménage?

 

Swing: para quem tem ou está com alguém 

Incrementar o erotismo na relação é uma busca de muitos casais e uma dessas possibilidades é o swing.

Swing, troca de casais, ou atualmente, balada sensual… Não importa, para muitos casais essa prática ainda é um tabu devido à formação moral/religiosa ou ao “contrato” de fidelidade.

Em São Paulo e na maioria das capitais existem casas destinadas à prática onde o ambiente é de sedução explicita e com sexo ao vivo. Você pode manifestar seu desejo por outra pessoa sem receber crítica; embora possa receber um “não tô a fim”.

Para muitos é excitante estar num ambiente onde possa se sentir desejado (a). Na fantasia essa ideia ajuda a promover um alto nível de excitabilidade em casais – casados ou namorados.

E aí entra uma questão fundamental: uma coisa é fantasiar, imaginar a cena e se excitar com o erotismo fruto da imaginação, outra coisa é trazer para a realidade essas fantasias e torná-las uma prática sexual.

Fazer Swing é mais gostoso
Fazer Swing é mais gostoso

O que buscam os casais numa casa de swing ou balada sensual? 

Todo mundo que vai numa casa de swing busca a troca de parceria?

Não é o que tenho conhecimento, muitos casais encaram o swing como fonte de erotismo e excitação, mas não encaram a troca, por dificuldade de um ou do casal e acabam usando o espaço da casa de swing como fonte de excitação, onde se masturbam ou transam entre eles naquele contexto. Ou seja, vão para as baladas sensuais só para aquecer a libido, como muitos dizem: “é sentir-se fazendo parte de um filme de sexo explicito”.

Outros estão em busca de quebrar a rotina ou a mesmice que tomou conta da relação, o que pode ajudar a trazer uma excitabilidade a mais. Alguns permitem viver a masturbação – troca de carícias com outro casal ou com um single – ou seja, homens sozinhos podem entrar, mas pagam mais caro. Mulheres também podem, mas ainda são em menor número. Daí pode acontecer o ménage com uma troca de carícias ou até, quem sabe, uma troca sexual efetiva.

Para outros casais que tiveram poucas experiências sexuais é a possibilidade de variar, experimentar/aprender /sentir com alguém diferente. Nessa “traição consentida”, há a ideia de que ambos possam se experimentar e até melhorar a performance sexual e a autoestima.

Há casais que buscam no swing uma satisfação sem impor limites

Uma prática frequente é encontrar homens que sentem prazer em assistir sua parceira transar com um homem ou uma mulher. Trata-se de uma relação de poder em relação à mulher: ‘ela é minha e vai ficar comigo’; há o desejo excitante de vê-la em uma ‘situação de traição’, pois dá a essa mulher um caráter de ser experiente, ousada, sem vergonha ou safada. Para outros pode trazer uma excitação até de caráter bissexual, ou seja, a fantasia de um ménage com dois homens e uma mulher.

A maioria dos homens se excita em ver duas mulheres transando. Para muitos essa experiência homossexual traz um erotismo maior, pela delicadeza. O homem também tem o desejo de fazer parte dessa cena.

Fazer Swing é mais gostoso
Fazer Swing é mais gostoso

Mas será isso tudo sempre dá certo?

Aí vem uma questão importante, o problema não é o swing enquanto espaço ou proposta, é as pessoas estarem psicológica e emocionalmente preparadas para viverem essas múltiplas oportunidades.

Para muitas pessoas a ideia é que é difícil ter coragem de ir, mas para muitos casais ir ao swing é deliciosamente excitante, mas… viver a experiência ou presenciar a vivência da troca de parceria é que muitas vezes traz o conflito. Isso porque muitas pessoas – na maioria mulheres -, ainda topa ir ao swing para agradar o parceiro ou por receio que ele vá sozinho, e não por desejarem viver efetivamente essa experiência.

Para muitos ver o parceiro (a) trocando caricias e demonstrando tesão por outra pessoa traz conflitos, medos, sensação de rejeição e uma enorme queda na autoestima.

Por isso a orientação é que respeitem mais que o desejo do parceiro (a), mas também respeitem o seu próprio limite pessoal. Alguns casais vão juntos e tentam ver ate onde os dois conseguem chegar. Assim aproveitam do ambiente erotizado e da sensualidade despertada para incrementar suas fantasias. Mas forçar a barra e exigir que o parceiro aceite essa vivência, sem respeitar o seu limite, pode trazer grandes prejuízos à relação.

Se a busca é de erotização, ela deve ser realizada numa crescente de experiências que os dois deem conta de viver, senão haverá mais prejuízos e mágoas do que um ambiente de prazer.

Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casais Swing

Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing

3 Dicas Para Fazer Sua esposa ou Namorada Praticar Swing
3 Dicas Para Fazer Sua esposa ou Namorada Praticar Swing

 

Quando você e sua parceira tiverem decidido que querem experimentar a troca de casais, um dos maiores desafios que vocês irão ter será encontrar um casal compatível com você dois. Felizmente você pode aprender com as experiências dos outros para tornar sua busca um pouco mais fácil.

Nem Sempre Acontece de Primeira

(Para Troca de Casais Swing)

Em primeiro lugar, tenha em mente que esse pode ser um processo lento. Você pode conhecer um grande número de casais, mas perceber que nenhum deles é compatível com vocês. Não é de se surpreender: Já é difícil achar duas pessoas que sintam atração uma pela outra, imagine quatro!

Pode ser que você encontre casais interessados em fazer troca de casais com vocês, mas que, por qualquer motivo, não despertam o seu interesse. Muita gente que aceita praticar a troca de casais logo com a primeira dupla que aparece costuma achar a experiência desastrosa, por isso, não tenha pressa.

Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing
Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing

Não Seja Exigente Demais

(Para Troca de Casais Swing)

Por outro lado, não seja extremamente exigente a ponto de nunca achar alguém bom o suficiente. Se vocês passarem um tempinho com outro casal, sem pressão ou expectativas (um jantar ou drink, por exemplo) de ambos os lados, pode ser que vocês sintam a atração entre vocês aumentar. Se sua impressão inicial não for completamente negativa, dê um pouquinho mais de tempo para que vocês se conheçam melhor.

 

Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing
Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing

Então, qual é a melhor maneira de encontrar outro casal para praticar a troca de casais?

1. Pessoas Que Você Já Conhece

(Para Troca de Casais Swing)

A primeira opção é considerar pessoas que você já conhece. Você pode achar que seus amigos não estariam interessados em fazer swing, mas a verdade é que a troca de casais é algo bem popular. Não desconsidere seus amigos! Pense em quem você já conhece e que acha atraente.

Convide-os para um jantar, e dê algumas pistas sutis dos seus interesses. Guie a conversa numa direção sexual e veja a reação deles quanto a troca de casais. Se você receber uma reação negativa, dê um passo para trás, já que você não quer destruir sua amizade.

2. Sites De Relacionamento Online

(Para Troca de Casais Swing)

A segunda forma, e provavelmente a mais popular, é conhecer pessoas para troca de casais online, através de sites especializados em swing. Muitos desses sites possuem uma grande quantidade de membros (casais e solteiros) à procura de outras pessoas com os mesmos interesses.

Você pode ter uma boa idéia de quem são através das coisas que postam em seus perfis, como interesses, características físicas, idade, etc. Normalmente os membros registrados nesses sites irão postar algumas fotos.

Para encontrar outros casais online vocês também devem montar o seu perfil, com informações, interesses, características físicas de vocês dois e algumas fotos. Feito isso, comece a trocar mensagens com alguns casais que chamarem a atenção de vocês.

Se as coisas estiverem indo bem, tentem se encontrar o quanto antes, mas apenas com o objetivo de se conhecerem pessoalmente, para ver se haverá química entre os quatro.

O melhor site de swing é o SWC Swing Certificado http://SwingCertificado.com.br cadastre-se para encontrar pessoas certificadas com maior segurança

 

Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing
Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing

3. Festas de Swingers

(Como Achar as Pessoas Certas Para Troca de Casal Swing)

A terceira maneira de encontrar outros swingers é indo a uma festa de swing. Ser convidado para uma dessas festas pode ser um pouco complicado. No entanto, os sites de swingers costumam listar as festas que irão acontecer. Escolha uma e ponha seu nome na lista de interessados. Se você for convidado para uma dessas festas, a regra de ouro é “não é não”.

Vocês não vão ser pressionados a fazer algo que não queiram, e ninguém irá se chatear caso você negue um convite para “brincar”. Essas festas são uma ótima maneira de conhecer outros casais de uma vez só, e ver se rola uma conexão entre vocês.

O melhor site de swing é o SWC Swing Certificado http://SwingCertificado.com.br cadastre-se para encontrar pessoas certificadas com maior segurança

 

Criado e mantido por casais Para Troca de Casais Swing

O SWC Swing Certificado é o maior site de swing real e troca de casais com perfis certificados e foi criado por um grupo de casais que sentiram falta de segurança e recursos em outros sites de sexo e swing.

Sistema de Certificação de perfis

Verificamos e certificamos os perfis reais diáriamente, você não precisa se preocupar em perder tempo com perfis falsos ou sem foto, aqui todos são reais e verificados.

Sigilo e segurança

O sistema é totalmente fechado para você ficar a vontade sem se preocupar em ter suas fotos e dados espalhados na internet, ponto muito importante para quem quer participar de encontros e troca de casais com sigilo.

Sistema totalmente fechado Para Troca de Casais Swing

Apenas membros logados podem acessar a rede, perfis, fotos, vídeos e encontros. Cuidado com os sites que são abertos ao google e outras ferramentas de busca onde suas fotos e dados podem ser acessados por qualquer um navegando na internet.

Mais que um site de swing, certificações para o mundo liberal Para Troca de Casais Swing

Após a certificação do perfil os membros ganham um endereço próprio com página para visitantes com o código de membro Swing SWC, codigo OCR e selos de certificações para divulgar em outros sites e para novos amigos externos, provando que é um membro certificado pelo Swing Certificado SWC e desta forma passar maior credibilidade, esta página para visitantes pode ser ativada ou desativada a qualquer momento pelo membro.

Sobre o sistema de rede social de relacionamentos do Swing Certificado.
Swing Certificado é a melhor rede social para participandes de Swing que buscam segurança e perfis reais certificados.
O sistema da rede está em constante atualização e melhoria, desde 2011 quando o Swing Certificado SWC foi criado mantemos a regra de estar sempre atualizados com a melhores tecnologias e sempre seguindo sugestões dos membros criando ferramentas para melhor integração entre os participantes online e offiline.
Criamos uma rede de ajuda, desta forma os membros mais novos sempre recbem dicas e sugestões para ter os resultados que desejam. aqui você é bem vindo e não será excluído sumáriamente com em outras sites de swing central e real.
Para ter muito sucesso mantenha seu perfil atualizado e com fotos reais, caso não queira mostrar o rosto use uma mascaras e crie um clima de mistério.

Cadastre-se e participe:  SWC Swing Certificado

http://SwingCertificado.com.br

Como Convencer Sua Mulher Praticar Swing

Como Convencer Sua Mulher Praticar Swing

Mulher Praticar Swing
Mulher Praticar Swing

Já recebi muitos e-mails pedindo dicas de como convencer minha mulher a fazer swing. (minha mulher não, a deles) Antes de pensar em como convencer sua mulher a fazer swing, acho que seria muito importante você pensar se você quer fazer swing.

Tenha em mente que a maioria dos homens que consegue convencer sua mulher a entrar pro mundo do swing acaba surpreso com a, digamos, performance da sua esposa. Normalmente elas surpreendem e se mostram mais safadas e dadas do que você gostaria. Vocâ pode acabar transformando sua mulherzinha comportada em uma safada MESMO. É bom ter certeza de que pode lidar com isto. Então, amigo, pensa bem.

Você tem interesse em fazer swing, mas você não sabe como discutir com sua mulher ou namorada sobre isso? Este é um assunto extremamente delicado, então é melhor se dirigir a sua mulher colocando-se no lugar dela. Entre na conversa esperando ter sucesso em seu esforço, mas não fique chateado ou frustrado com sua mulher se ela não se interessar imediatamente pela troca de casal.

Abrir sua mente para a ideia de praticar swing é o primeiro passo no processo. Uma vez que sua namorada teve tempo para pensar sobre isso, ela provavelmente virá até você com perguntas e curiosidade. Se este não for o resultado de sua conversa, esteja preparado para que ela comece a pensar se você vai se tornar infiel. Entender o que realmente é fazer swing pode acalmar a mente e o coração dela e deixá-la mais calma sobre isso. Fazer swing promove a monogamia no amor entre parceiros, mas abre as atividades sexuais para outros fora do relacionamento.

Existem muitas maneiras pelas quais fazer swing pode aumentar e melhorar o relacionamento, mas em primeiro lugar você deve avaliar se o relacionamento com a sua namorada é forte o bastante para suportar este estilo de vida. Fazer swing não é um conserto para um relacionamento problemático, e certamente vai destruí-lo. Por isso, estejam cientes dos prós e contras de introduzir o swing em seu relacionamento.

Mulher Praticar Swing
Mulher Praticar Swing

Relato

 (Mulher Praticar Swing)

Um pequeno relato (não é meu), pra ter idéia do que pode acontecer:

” Então era sábado e resolvemos ir àquela boate de swing. Começamos a beber em casa pra entrar no clima. Música alta, brincadeiras safadas no banho, ficar imaginando o que pode acontecer. Claro, já combinamos que só vamos conhecer as pessoas, ver como é uma casa de swing. Nada de sexo, nada de beijo na boca. No máximo dançar próximo aos outros casais, uma conversa picante, ver alguma atividade mais animada. Iniciantes.

Chegamos na boate lá por 23h, pedimos uma bebidinha. A música fica mais alta, alguns casais interessantes, papinho aqui, ali…

Pouco tempo depois a música está mais alta, tum, tum, tum, a bebida mais alta na cabeça, e duas mulheres começar a dançar juntinhas, passando a mão uma na outra, de forma sensual. Alguns casais param, ficam olhando, comentam. E eu penso que sorte a minha, tem gente que morre e não vê isso.

Mais um pouco e estas mulheres, que eram duas já são quatro e uma delas puxa a minha mulher, que vai se juntar ao trenzinho, que agora dança descendo até o chão. Algumas já se beijam na boca, e as mãos começaam a ficar mais abusadas, entrando por debaixo das saias, na bunda, nos peitinhos… e eu comento com o cara ao lado, cuja mulher também está no trenzinho: que sorte a nossa, tem gente que morre e não vê isso.

Mais música, mais bebidinhas, as moças já estão todas se beijando. Umas 7, 8 mulheres lindas trocando de parceiras bem ali na sua frente. Os marmanjos olhando, se chegando, se chegando. Uma mulher puxa o marido de outra, entra na festa, eu nem sei como, já estou dançando no meio delas. Um olho na mulher à minha frente, outro na minha mulher que começa a beijar uma loura deliciosa. . Minha mulher está beijando uma mulher!!! Nem dá tempo de acompanhar, a gata à minha frente se insinua, chega mais perto, eu não aguento e começo a beijá-la. Beijo de língua, pegada forte, meu Deus estou beijando outra mulher! Agarro com força, passo a mão na bunda (ótima), ela adora, rebola, empina… A adrenalina corre, fico preocupado, será que minha mulher vai ficar puta, onde ela está? Procuro rapidamente e ela está… (puta) Agarrada com o marido da outra. Agora a brincadeira ficou mais séria minha mulher está agarrada com outro homem, beijando com força, ele enfiando a mão por debaixo da saia dela… Uma mistura de ciúmes e tesão, tudo confunde… A música bate tum, tum, tum meu coração bate rápido tum, tum, tum, e a gata que estava beijando agora oferece ospeitinhos, lindos, ao alcance da boca. Ela mesma afastou o vestido, seios à mostra. Começo a beijá-los, mais tesão, onde está minha mulher? Por segundos ela some de vista, me preocupo, não foi isso que combinamos, mas a gostosa à minha frente não dá folga, outro beijo enfia a língua em minha boca, a mão entrando por dentro da calça…. Minha mulher sumiu, onde estará?

Olha ao lado, lá no fundo da boate, minha mulher deitada em uma mesa, pernas pra cima, o marmanjo caindo de boca. No meio da boate, uma rodinha se formando. E está lá, minha mulher adorando, com cara de tesão, sendo chupada por outro. A música alta não me impede de ouvir os gemidos dela, parece que ela nunca gemeu assim comigo!

Puxa pela mão. Vamos embora deste lugar. Sai rápido, paga rápido, vamos pra casa. A volta é constrangedora, ninguém sabe o que dizer. Não sabemos o que fizemos, não sabemos…

É preciso dormir, conversar amanhã. Mas é preciso antes, sexo. A imagem do cara chupando minha mulher me persegue mas ao mesmo tempo provoca, da tesão. Fazemos sexo a noite toda e, por fiom, adormecemos. Acordamos já de tarde, mais um pouco de sexo: “sua safada, levando linguada do cara!” “Seu safado, pensa que eu não vi você chupando os peitinhos da mulher dele?

Só na noite de domingo que conseguimos parar pra realmente conversar e tentar entender o que aconteceu. É normal? Vamos fazer novamente? Vamos conseguir viver sem? Onde isso vai parar?

A minha mulher, sendo chupada por outro em cima da mesa da boate? Como isso é possível, como foi que chegamos até aqui?”

E aí, meu amigo, aí é que você vê… Essa coisa de swing é meso muito complicada. Pensa bem antes de se meter nisso, pensa bem. Isso é coisa pra gente grande, é esporte radical.

Você quer saltar de pára-quedas todo final de semana? Ótimo, vai sentir emoção, vertigem, adrenalina. Mas fica preparado: um dia o pára-quedas não vai abrir. Melhor ter o de reserva sempre à mão. Uma hora vai dar errado, pode ter certeza.

É bom estar com a cabeça bem no lugar.

 

Mulher Praticar Swing
Mulher Praticar Swing

Prós

 (Mulher Praticar Swing)
  • Fazer swing pode tornar um casal mais próximo. Essa prática envolve um alto grau de comunicação entre os parceiros. Você deve estar sempre por dentro de como o outro está, mantendo-se conectados. Cada experiência é diferente e os níveis de conforto podem aumentar e diminuir. Fique envolvido nas atividades da sua mulher (mesmo que não fique envolvido fisicamente). Garanta que ela esteja se divertindo e tenha controle da situação.
  • Você pode observar a confiança e honestidade alcançarem outros níveis, redescobrir por que se apaixonaram um pelo outro e descobrir um maior sentido de prazer no quarto.
  • Você pode descobrir novas experiências sexuais e novas técnicas que ambos podem usar no quarto. Abrir-se para atividade sexual com outras pessoas vai certamente os introduzir a novas ideias e técnicas que nunca experimentaram antes. A troca de casal é uma oportunidade de vocês encontrarem maneiras novas e excitantes de dar prazer um ao outro durante o seu tempo juntos.

Mulher Praticar Swing
Mulher Praticar Swing

Contras

 (Mulher Praticar Swing)
  • Fazer swing exige um alto grau de comunicação. Se você e sua mulher ou namorada não estão acostumados a ter este nível alto de comunicação, o swing pode ser um problema para vocês. Forçar o envolvimento pode fazer com que ela se sinta sufocada e como se você estivesse tentando controlá-la. Esse tipo de conexão deve ser natural e fluir sem esforço.
  •  No começo pode haver a questão de ciúmes a serem superados. Isso pode ser difícil para todos, mas lembre-se de continuar se comunicando e sempre tenha consideração e compreensão se sua mulher se sentir assim. De sua própria maneira, dê segurança quando ela tiver mesmo e faça as coisas devagar. Deixe-a tomar a liderança e ditar a velocidade em que as coisas procedem
  • Você pode descobrir que não está tão interessado na troca de casal como você originalmente tinha achado, mas que sua mulher está! Este estilo de vida é feito de tal maneira que a mulher tem o controle verdadeiro do jogo. Geralmente as mulheres têm a palavra final sobre quem brinca com quem, quando vocês brincam e o que fazem com seus parceiros. Por isso, cuidado com o que deseja.

Garanta que esse processo seja mútuo. Discuta abertamente sobre seus desejos e interesses, descubra se a sua mulher tem alguma fantasia não realizada. Concorde em satisfazer suas curiosidades sexuais em troca e que seria um prazer fazer isso. Tenha a mente aberta! Se ela estiver disposta a se abrir com você, receba bem, não fique julgando. Considere que o que você está pedindo a ela pode estar um pouco fora de sua zona de conforto e que as fantasias dela podem estar fora da sua.

Definir regras e limites é fundamental para todos que praticam swing. Determine antes de qualquer atividade o que vocês dois estão interessados, quais parceiros em potencial vocês podem estar buscando e como gostariam de achar e conhecer outros praticantes do swing.

Existem muitas maneiras de encontrar e conhecer outros praticantes com interesses similares. Anúncios de swing viraram uma coisa do passado, enquanto sites de swing estão se tornando uma escolha popular para localizar swingers com os mesmos interesses. Em muitos, você pode fazer um perfil grátis e instantaneamente começar a fazer uma busca entre outras centenas de swingers baseados em nichos. Você também pode encontrar eventos e festas locais.

Clubes de swing e organizações locais são outra ótima maneira de se envolver no estilo de vida e conhecer outros swingers. A maioria dos clubes promove festas privadas e eventos, no entanto o preço da entrada pode ser alto para novatos na troca de casal. Também considere a premissa destas festas em clubes e que as festas vão envolver sexo no local, ainda que seja privado ou semiprivado.

Saiba com certeza se sua esposa está pronta ou não para isso porque o choque inicial pode fazer ela mudar de ideia. Predominantemente, festas de swing são festas fora das premissas (sem sexo no lugar) e são um ótimo catalizador para socializar e conhecer novos amigos. Elas são eventos divertidos e sem pressão, a maioria dos swingers vão te falar como os aspectos sociais de fazer parte deste estilo de vida são tão recompensadores como o prazer sexual.

Garanta que a sua mulher esteja envolvida na busca de parceiros em potencial e em planejar seu “primeiro encontro”. Diga para ela tomar as rédeas e dirigir vocês a outros casais, ou solteiros, nos quais ela possa estar interessada. Introduza-a ao cenário que você está interessado assistindo filmes pornôs juntos, talvez de ménages ou sexo grupal. Isso vai tirar do caminho o choque inicial, e provavelmente ela vai poder se visualizar em algum cenário deste tipo.

Outra maneira de “testar a água” é tirar férias em um resort para adultos que exista em sua região. Lá vocês dois podem relaxar, tomar drinks gelados e deitar no sol, com pouca ou nenhuma roupa, e um ambiente carregado sexualmente. Aqui existe a possibilidade que algo aconteça sem a pressão ou obrigação… e todo mundo precisa de umas férias de vez em quando. Novamente, garanta que ela esteja 100% consciente do que esperar.

Seja como for que você e sua mulher ou namorada decidirem explorar esse estilo de vida, sempre lembre-se de que seu relacionamento vem antes de tudo. Ela pode não cair de cabeça no swing de uma vez, mas seja paciente com sua mulher, e não force a troca de casal. Metade da diversão é começar e falar sobre seus desejos um com o outro, e se você descobrir que o swing não é para vocês, ao menos você abriu as portas para outras fantasias que podem explorar juntos.